Cultura ágil favorece ações bem-sucedidas e melhora desempenho nos negócios

em Geral.

São Paulo, junho de 2018 – Conhecida por dar mais liberdade e responsabilidade para todos os membros de um determinado projeto, a Cultura Ágil se torna cada vez mais comum nas empresas, principalmente na área de tecnologia. O modelo de gestão favorece para que todos se sintam parte do trabalho realizado e cobrem entre si o resultado almejado, sem hierarquia.

Nesse processo, as entregas são divididas em ciclos menores e, com isso, eventuais problemas podem ser corrigidos mais rapidamente e os planejamentos serem revistos. O objetivo principal é o cumprimento das metas e a finalização dos trabalhos. Entre os valores da Cultura Ágil, além da celeridade dos processos, estão transparência, confiança, empoderamento das pessoas, delegação de responsabilidades e interação entre os membros da equipe.

Estudo divulgado no ano passado pela CA Technologies mostrou que 81% dos executivos acreditam que as metodologias são necessárias para uma transformação digital bem-sucedida e melhor desempenho do negócio. A Coleman Parkes, que fez a pesquisa para a CA, ouviu 1.770 executivos de tecnologia da informação em 21 países, incluindo 76 brasileiros.

De acordo com o levantamento, mais de quatro em cada cinco empresas usam métodos ágeis ou DevOps (práticas de Desenvolvimento e Operações de Software). “Existe também grandes vantagens na união das duas práticas, o que melhora o crescimento de novos negócios em mais de 63%, e aumento de 41% da eficiência operacional”, aponta o estudo.

“A Cultura Ágil busca promover um processo de gerenciamento de projetos que incentiva a inspeção e adaptação frequente. Trata-se de uma filosofia que estimula o trabalho em equipe, a auto-organização, a comunicação frequente, o foco no cliente e a entrega de valor”, afirma Raquel Parente, gerente de Recursos Humanos da Locaweb. Hoje, a empresa conta com oito times que trabalham por meio de metodologias ágeis, o que se traduz em cerca de 170 pessoas.

Entre as ferramentas mais utilizas estão a Scrum e a Kanban. Dentro da primeira, o projeto é dividido em ciclos e as entregas e responsabilidades são divididas por toda a equipe. Já a segunda permite um controle detalhado de produção com informações sobre quando, quanto e o que produzir. Uma prática de Scrum realizada pela companhia é o “Daily Meeting”, que são breves reuniões técnicas diárias com o objetivo de otimizar a comunicação e esclarecer as etapas do trabalho de cada membro da equipe.

Tudo que é feito na cultura ágil deve ser revisto sempre, com o intuito de melhorar continuamente. “Por ser um modelo dinâmico, a metodologia promove mais autonomia para cada integrante da equipe, o que resulta em maior produtividade. Aqui na Locaweb temos realizado esse processo de forma contínua, afinal, culturas não são modificadas em um curto espaço de tempo, é algo intimamente ligada às pessoas e seus costumes. Por isso, o engajamento das equipes é essencial para a aceleração da mudança”, finaliza Raquel.